terça-feira, 25 de maio de 2010

Tendenciômetro 25.05.10

Desapontado. Esperava uma queda forte, mas,  desconsiderando-se a abertura, o dia foi de alta. Apesar disso uma nova mínima foi marcada. 
Curiosamente segundo dia que abre no 58k e fecha-se ao 59k.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Tendenciômetro 24.05.10

Se amanhã for a continuação de hoje, terei pena dos comprados.
Vamos, tendenciômetro, curve-se!

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Tendenciômetro 21.05.10

Se não fosse o estocástico a curva estaria lateral.
Aliás, que estocástico lindo.

IBOV 19.05.10

Mais um produto de Guilherme Rayol Produções, o Tendenciômetro.



Ele mede, em sua parábola, nomeada curva de tendência, a tendência da análise técnica -um especulador de especulações - , indo de -10 a +10 pontos. Estando a parábola positiva a tendência é de alta, estando negativa, baixa. Um ponto da parábola é feito a partir da análise técnica no dia.
Em azul está a cotação do IBOV restringida à mesma amplitude, com utilidade apenas comparativa.

Portanto a curva de tendência fornece valor numérico para a expectativa da tendência, ou, para quem a aceitar de forma mais radical, fornece a força da tendência.

Observe a sobreposição dos candlesticks no gráfico:

O cruzamento da curva de tendência e o eixo se deu em um momento extremamente oportuno para que fosse seguido o conselho de se vender tudo. Claro que também é extremamente oportunista eu mostrar o gráfico após o ocorrido. Para evitar quaisquer vícios o tendenciômetro será aplicado concomitantemente ao IBOV, satisfazendo o objetivo do estudo do IBOV, proposto no post anterior.

Caso não tenha se sentido encorajado, considere que é o renomado método Dynamic Analysis Flux Market, que mede a força entre touros e ursos o fluxo de investimentos.

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Voltando

Não que tenha feito falta para as 121 visitas que apareceram nestes quase 6 meses.
Amadureci um bucado neste período. Inclusive descobri quem foi Ana e o que é Trottoir.
Objetivos do blog, criados pelo decreto 01 de 20/05/2010:
  • Estudo do IBOV em período diário (D) e semanal (W). Números e dias de postagens a serem definidos por decreto posterior;
  • Análise de estudos de terceiros;
  • Análise de ações que a discricionariedade indicar.
Sobre a postagem anterior (abaixo):
Em uma semana após a postagem tudo se explicou. IDNT3 voltou ao patamar, EMBR3 disparou e ELET3 tornou publica a distribuição de dividendos. Mas foldei antes do fim do jogo. Aliás, falando em poker, se você está comprado na clara tendência de baixa atual, tenho plena certeza o faz pela mesma necessidade de dar um call abaixo...

... é simplesmente muito dinheiro para você deixar ir embora fácil assim, não é?

Outro ponto interessante é que o axioma da bolsa ser rentável a longo prazo está indo no mesmo caminho do meu jantar de ontem.
RIO - Um dos principais mantras das aplicações financeiras está sendo derrubado por terra pela crise financeira. É a ideia de que o investimento em ações é o melhor no longo prazo. Segundo reportagem de Felipe Frisch publicada na edição desta segunda-feira do jornal O GLOBO, em dez anos - de 1999 a 2008 -, o CDI (índice de referência dos fundos DI e de renda fixa, que acompanha a taxa básica de juros Selic, hoje em 11,25% ao ano) acumulou uma rentabilidade de 404,84%. Enquanto isso, o Índice Bovespa (Ibovespa), principal indicador do mercado de ações brasileiro, acumulou ganhos de 453,51%.
Um japonês que colocou dinheiro na bolsa nos anos 1980 hoje tem um terço do valor. A bolsa é o melhor investimento se a economia crescer e o país fizer as coisas certas, com os juros no lugar certo. Esse não foi o caso do Brasil nos últimos anos. Está se normalizando agora - diz Alexandre Póvoa, diretor da Modal Asset Management.A Bolsa ainda está em vantagem, mas a diferença, de 48,67 pontos percentuais - cerca de 4% ao ano - pode não compensar o risco bem maior e a emoção provocados pelas bruscas oscilações diárias do mercado de ações. A diferença ficou bem acentuada após o agravamento da crise, em setembro, com a quebra do Lehman Brothers.
Outro ponto frequentemente lembrado são os juros historicamente altos brasileiros.
- É muito difícil a Bolsa ser um ativo interessante com a taxa de juros a 12% ao ano (recentemente), 25% (em dezembro de 2002) ou a 45% ao ano (em março de 1999, após a crise cambial brasileira) - avalia Octavio Vaz, gestor de renda fixa da Global Equity.
Até 20 de maio do ano passado, quando a Bolsa estava no seu pico histórico, o mercado de ações vinha ganhando de lavada da renda fixa: o Ibovespa acumulava ganho de 984% (valorização de quase dez vezes o valor aplicado), contra 369% do CDI, desde o começo de 1999. O problema é que a queda foi muito rápida e não foi anunciada - como nunca é no mercado de ações - e poucos foram os que conseguiram colocar no bolso o ganho obtido até maio. E o chamado longo prazo inclui períodos de pico e de crises, que podem ser mais, ou menos, graves. E igualmente imprevisíveis.
link


Mas, sim, claro, homo sapiens, é bem provável que se mantendo a carteira por mais alguns anos você terá um rendimento na renda variável maior que o da fixa. Porém, lembrando-se de Keynes, "A longo prazo estaremos todos mortos". Você conseguirá se desfazer das ações quando elas estiverem valendo a pena ou elas terão se tornado, após anos e anos de oportunidades de uma vida melhor sacrificadas pelo lucro, um apêndice se sua própria vida, um sacrifício cujo lucro ainda não vale a pena?

ÍNDICE DOW JONES
DATA PONTOS
31/12/1964 874,12
31/12/1981 875,00
Parabéns, sua carteira ganhará a maioridade em 12 meses.

(tabela dow jones retirada do livro A Bola de Neve, de Alice Schroeder)

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Sine Die

Após meu erro em analisar IDNT3 e ELET3, que dispararam ao contrário do que disse, e da EMBR3 que comprei vendo que esta dispararia e não o fez, da minha inconstância de postagens, meu descumprimento de metas, enfim, minha metodologia científica chula, repito o processo do mestre Yoda ao ser derrotado pelo Sith, e  recolho-me ao retiro, onde estudarei mais até que fique claro onde errei e como deve se dar minha nova metodologia.
Enquanto estamos em alta no IBOV, meus erros se resumem somente a uma diminuição do lucro, em outras situações eu estaria na pindaíba.
Carteira fechada.

sábado, 28 de novembro de 2009

As mais da semana 23-27.11

ALTAS
  • DURA4 +9,75% dados antigos.
  • FIBR3 +9,07% sem dados, somente emoções.
  • ELET3 +8,55% (gráfico D abaixo) Perto da maior resistência desde... sempre. Osciladores saturados. Acompanhar de perto para operar vendido. Inversão da aceleração do MACD será sinalização para análise mais profunda.




BAIXAS
  • ELPL6 -6,52% (gráfico D abaixo) Picos decrescentes no MFI e RSI. Canal 14 em suporte. Estocástico saturadíssimo. MACD decrescente. Olhando o histórico, tornar-se-á uma boa oportunidade de compra se houver marcação da mesma pelo estocástico, como visto em 05/11, 01/10 e 22/04 deste ano. 



  • CYRE3 -3,49%. Repleta de perigosos Dojis. O gráfico é incerto, assim como da companheira RSID3.

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Status da carteira

DO BLOG
  • CSAN3 com uma boa força para quebrar a resistência a 21,4. Prefiro nem colocar stop gain.
  • EMBR3 estranhamente continua comprável, mesmo sem subir e tendo ficado a 1 centavo do stop hoje. RSI, MFI e MACD crescentes. Só não a vendo pelo fato de que eu a compraria hoje, se já não o tivesse feito.
PESSOAL
  • RSID3 apararentemente em pivô de alta. Não sei se devo vender, mas com certeza é muito tarde para comprar.
  • CSAN3 acima
  • EMBR3 acima

Analisando Analista

Compra PRGA3 pela corretora Link Investimentos  em 25.11.09 [link para fonte]



obs.: Assim que olhei o gráfico pensei "compra, compra!"

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Analisando Analista


Compra IDNT3 pelas corretoras Brascan e Fator em 21.08.08


"Corretoras recomendam compra das ações da IdeiasNet
Para Brascan e Fator, estratégia da companhia de elevar seus investimentos na Spring Wireless foi bastante acertada
EXAME A IdeiasNet está no caminho certo para o crescimento, avaliam as corretoras Brascan e Fator. Para as instituições, a estratégia da companhia de elevar seus investimentos na empresa de sistemas corporativos móveis Spring Wireless - revelada com exclusividade por EXAME - foi bastante acertada e deve contribuir para a evolução dos negócios.
A Spring Wireless se prepara para ser a primeira brasileira a abrir capital nos Estados Unidos. A companhia recebeu um aporte total de 63 milhões de dólares da IdeiasNet, do banco de investimentos Goldman Sachs e do fundo de capital de risco New Interprise Associates (NEA), elevando seu valor estimado de 110 milhões de dólares para 140 milhões de dólares. Após o aporte, a IdeiasNet passa a contar com 10,2% de participação na Spring Wireless.
Pelos cálculos da Brascan, as ações da IdeiasNet (IDNT3), que no último pregão (21/8) fecharam cotadas a 5,80 reais, têm potencial para subir 147% até o final do ano, chegando a 13,27 reais. Já a Fator projeta uma valorização um pouco menor, de 123%, com os papéis a 12,95 reais em dezembro.
Ontem, após a divulgação do negócio, os papéis da IdeiasNet disparam 7,80% na BM&FBovespa."

Olha, primeiramente clique no gráfico W abaixo:


RSI, MFI, Canal 14, MACD e aceleração MACD decrescentes, com rompimento de LTB.
[ira = ON]
E no meio da porra da crise.

Conclusão: Burro quem comprou! Mereceu! Seu bosta! Operar vendido! Vendido ganharia quase 300%, juntamente com quem soltou tal ordem!

[ira = OFF]